Travesti baleada em Natal ainda não registrou BO; polícia investiga caso

A travesti baleada nesta quinta-feira (14) em Natal ainda não registrou boletim de ocorrência do atentado. A travesti, cuja identidade a...

A travesti baleada nesta quinta-feira (14) em Natal ainda não registrou boletim de ocorrência do atentado. A travesti, cuja identidade ainda é desconhecida, foi atingida por três tiros ao desembarcar de um táxi na avenida Capitão-mor Gouveia, no bairro Cidade da Esperança, zona Oeste da cidade. O caso será investigado pela equipe do 8º Distrito Policial, na Cidade da Esperança.
O delegado Frank Albuquerque disse tomou conhecimento do caso porque o taxista que transportava a travesti também foi atingido por um tiro e registrou o BO. "O taxista acabou baleado na mão e foi levado para o hospital. Após ser socorrido, ele veio à delegacia e registrou o fato. Diante do que ele nos disse, vamos iniciar a investigar para chegar ao autor do atentado e saber a motivação do crime", falou o delegado. Frank Albuquerque ainda aguarda que a travesti vá à delegacia e também registre o BO.
O suspeito do atentado fugiu após roubar a moto de um entregador de água mineral. Ele efetuou cinco disparos. Desses tiros, três atingiram a travesti e um, o taxista.
De acordo com o ambulante Edmundo Silva, o atirador estava aguardando a chegada da vítima e no momento que o táxi parou os tiros foram efetuados. "Foram cinco tiros e queima roupa, ele nem esperou a travesti descer", disse.
A travesti foi socorrida por uma equipe do Samu e não corre risco de morte. O suspeito fugiu em direção ao bairro de Nazaré, mas antes abordou um entregador de água mineral levando a motocicleta dele.


G1

VEJA TAMBÉM

Policia 7012526129820077194

Postar um comentário

+ Vistas

Twitter

item