Palmeiras quase faz a quadra (e os demais jogos do fim de noite)

Coritiba e Palmeiras não permitiram que torcedor algum dormisse durante o jogo que disputaram no Couto Pereira, com 12.794 pagantes. Des...

Coritiba e Palmeiras não permitiram que torcedor algum dormisse durante o jogo que disputaram no Couto Pereira, com 12.794 pagantes.
Desde o começo, com golaço de Roger Guedes logo aos 8 minutos, a partida prendeu a atenção, até que João Paulo empatasse, aos 22, deixando justo o placar do primeiro tempo aberto e equilibrado, com Fernando Prass fazendo pelo menos um milagre.
No segundo tempo o Palmeiras foi muito melhor.

Criou ótimas chances de gol, jogou fora de casa como se estivesse nela e pôs Cristaldo para jogar aos 16, no lugar de Rafael Marques. 
O argentino honrou a tradição e desempatou aos 27, de peixinho, por trás da zaga, em cruzamento de Moisés.
A entrada de Cleiton Xavier depois do intervalo, mais uma vez, permitiu a superioridade palmeirense.
Mas, aos 48, depois que sinalizadores da torcida palmeirense forçaram cinco minutos de acréscimos, de fora da área, Leandro, emprestado pelo Palmeiras, empatou o jogo, como se a castigar a burrice dos que acenderam o artefato.
O Palmeiras quase venceu a quarta seguida e até mereceu, mas ficou no quase.
Enquanto isso, no Mineirão (17.593 torcedores) o Flamengo, com gol do estreante Réver, no fim do primeiro tempo, foi melhor que o Cruzeiro e o derrotou por 1 a 0, com mais oportunidades para ampliar no segundo tempo que o o time mineiro de empatar, embora tenha pressionado quase durante todos os 45 minutos finais.

O Botafogo sassaricou em Volta Redonda e com três gols de Sassá ganhou pela segunda vez no Brasileirão, do em vias de rebaixamento América mineiro, por 3 a 1, diante do exuberante público de 1.255 torcedores.

Já o Santos, depois de dominar o Sport no primeiro tempo e não aproveitar as chances que criou, voltou para o segundo com Lucas Lima e venceu por 2 a 0, gols de Gabigol, em passe de Lucas Lima, aos 21, e de Vitor Bueno, aos 42, com passe de Gabigol.

Antes, aos 38, Vanderlei evitou o empate pernambucano na Vila Belmiro com 4.937 pagantes.
O Santos já está no G4, pelo menos por esta noite.
Por falar em pernambucano, o Santa Cruz, no Arruda, voltou a vencer, por 1 a 0, gol de Lelê, aos 27 do primeiro tempo, com passe de Grafite que voltou, mas se machucou.

O Figueirense foi a vítima da vez, diante de 10.019 pagantes, e prejudicado pela expulsão do goleiro Gatito Fernandez,,por reclamação, ainda no primeiro tempo.


UOL

VEJA TAMBÉM

Educação e Esporte 5244562920634450016

Postar um comentário

+ Vistas

Twitter

item